GOVERNO DO ESTADO

IBT

IBT

DESTAQUES

Rodrigo Toldos

Rodrigo Toldos

GOVERNO DO ESTADO

domingo, 17 de março de 2019

Ex-candidato a vereador é morto com golpe de faca na Praça da Prefeitura; autor do crime é preso pela PM


O ano de 2019, em Capim Grosso, está sendo marcado pela violência. Em menos de três meses, os dados policiais contabilizaram 10 pessoas atingidas por disparos de arma de fogo. Das 10 pessoas, sete foram contabilizadas como homicídio, uma morte em confronto com policiais do PETO/91ª CIPM – Companhia Independente de Polícia Militar – com sede em Capim Grosso, comando do Major Medeiros, duas tentativas de homicídio e a morte da jovem Tamires, 26 anos, assassinada a golpes de faca e marreta, como descreveu dona Marileide, mãe da vítima, em entrevista no dia 14 de Março, ao JORNAL TRANSAMÉRICA COM ARNALDO SILVA. “Meu desejo é aquele denomino seja preso; só assim vou aliviar um pouco da minha dor”, citou a mãe da vítima na entrevista.
Se a morte de Tamires, que além de perde a vida de forma brutal, tendo como assassino um homem que foi seu namorado, ocorrência qualificada como crime de feminicídio, assim como outros acontecimentos, o fato registrado na Praça da Prefeitura, no Quiosque de Nildo Carneiro, deixou a população ainda mais triste e revoltada. “Aquele cara tem que ficar preso para o resto da vida”, descreveu uma pessoa da sociedade revoltada com o acontecimento. Outra pessoa descreveu: “Eu tinha medo dele”; “Ele andava ameaçando as pessoas”, descreveu outro cidadão, bem como outras citações colhidas nas redes sociais e nas Ruas da cidade, diante de mais um fato de muita tristeza para Capim Grosso, por conta da morte de Rosenildo Oliveira Carneiro, 40 anos, conhecido por Nildo do Quiosque, uma das figuras mais queridas de Capim Grosso. Cidadão tranquilo, amigo de todos, trabalhador, cumpridor de seus deveres, comprometido com o bem-estar da cidade, a ponto de acreditar em uma eleição para o cargo de vereador pelo PDT, na eleição de em 2016 pela Coligação: “UNIDOS POR CAPIM GROSSO”, que apoiou no nome da prefeita Lydia. Com o número 12.000, o homem do Quiosque de grande sucesso da Praça mais badalada da cidade, obteve apenas 86 votos, correspondente a 0.50% dos votos válidos, mas o suficiente para deixar como recado para a sociedade, que mesmo não sendo eleito, Nildo continuaria firme em defesa da cidade e de seus ideais como comerciante, tendo como referência, o seu ponto de encontro, que trazia sempre como referência a amizade dispensada no atendimento, no servir aos clientes, na resenha proporcionada pelo futebol, a maior paixão do planeta e sempre com registro de paz em torno de suas atividades.
Sobre a morte de Nildo Carneiro, de acordo com informações da central da 91ª CIPM, era por volta das 18h30min desse sábado, 16 de Março, quando a central telefônica da PM foi informada que o indivíduo Edemilton Gonçalves da Silva, natural de Capim Grosso, conhecido por Leão, que tem problemas mentais efetuou um golpe de faca em Rosenildo Oliveira Carneiro, mais conhecido como Nildo do Quiosque. A faca atingiu as costas de Nildo, que chegou a ser socorrido por populares, para a UPA 24h, no Bairro Novo Oeste, mas não resistiu ao ferimento, dando entrada na citada unidade de saúde, de acordo com informações repassadas ao REPORTERBAHIA já sem os sinais vitais, com o corpo sendo encaminhado horas depois para o DPT – Departamento de Polícia Técnica – com sede em Jacobina, para os procedimentos de praxe.
O setor de comunicação da 91ª CIPM informou ainda que logo em seguida ao fato, a PM foi acionada e através de informações passadas por testemunhas, conseguiu prender o autor do crime, esse apresentado na Delegacia de Polícia, com sede no DISEP, às margens da BR 324, perímetro urbano de Capim Grosso, para os procedimentos de praxe.
O comando da 91ª CIPM deixou mensagem de pesar, bem como nas redes sociais, nas Ruas, em casa, no trabalho, em todos os cantos, o sentimento que paira no coração da cidade é de muita tristeza por conta do falecimento inesperado e pela forma como tudo aconteceu na vida de um cidadão, de um amigo, de um pai, de um marido, de um parceiro, de um comerciante, que terá para sempre as marcas da sua luta entranhadas na Praça, espaço que durante anos ele transformou no seu verdadeiro ponto de encontro.
“O homem que matou Nildo Carneiro recebeu muitas vezes a sua ajuda”, descreve cidadão nas redes sociais.
Texto: Arnaldo Silva, DRT – 2805/BA – Fotos: Redes Sociais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

anuncie

anuncie

GOVERNO DO ESTADO

IBT

IBT

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

anuncie

anuncie

GOVERNO DO ESTADO

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS

Rodrigo Toldos 2

Rodrigo Toldos 2