GOVERNO DO ESTADO

IBT

IBT

DESTAQUES

Rodrigo Toldos

Rodrigo Toldos

GOVERNO DO ESTADO

quinta-feira, 28 de março de 2019

Bahia despacha o Atlético-BA e vai em busca do seu 48º título baiano


Se a tarefa do Atlético de Alagoinhas (de ter que reverter a derrota do jogo de ida por 3 a 0 na Arena Fonte Nova) já era muito difícil, ficou quase que impossível após perder o zagueiro Bremer expulso logo aos 3 minutos por conta de uma entrada violenta em Fernandão. O centroavante, além de participar da expulsão, abriu caminho para o novo triunfo do Esporte Clube Bahia, agora por 2 a 0 na noite desta quarta-feira (27), no Estádio Antônio Carneiro, em Alagoinhas, garantindo o Esquadrão em mais uma final de Campeonato Baiano e na busca pelo seu 48º título estadual, além disso, com o direito de jogar a segunda partida da final na Fonte Nova.
Com mais uma rede balançada, aos 47 minutos do primeiro tempo, Fernandão chegou ao 6º gol em seis jogos pelo Esquadrão na temporada, 5 deles no Campeonato Baiano, e segue em perseguição ao líder da artilharia da competição, João Neto, do Atlético-BA, com 8 gols. Shaylon também deixou sua marca, aos 21 minutos da etapa final. O Esquadrão agora aguarda o seu adversário na final que sairá do confronto entre Bahia de Feira e Vitória da Conquista que se enfrentam no domingo, às 16h, na Arena Cajueiro. Na primeira partida, ambos empataram por 1 a 1.
O Esporte Clube Bahia chegou ao 4º triunfo consecutivo, marcando um total de 13 gols e sem ser vazado. Agora o foco é na Copa do Nordeste, já que no sábado tem nova decisão, diante do Sampaio Corrêa, às 16h, no Castelão, em São Luís do Maranhão. O Esquadrão precisa vencer o time maranhense e torcer por tropeços de Náutico, CSA ou Ceará. Já o Atlético de Alagoinhas se despede do Campeonato Baiano com uma campanha digna no seu retorno à primeira divisão. Terminou a 1ª fase na vice-liderança com 16 pontos, inclusive na frente do Bahia.
Um dos personagens da partida, porém de forma negativa, foi o médico do Atlético-BA, Joaquim Belarmino Cardoso Neto, que também é prefeito da cidade. Ele invadiu o gramado durante o primeiro tempo e “peitou” o árbitro Bruno Pereira Vasconcelos, reclamando de uma falta. Mesmo expulso do banco de reservas após a reclamação acintosa com o árbitro, o médico voltou ao campo após apito final da primeira etapa para protestar. Ele, porém, não pôde deixar o campo já que o regulamento não permite que o clube fique sem médico e como o Atlético-BA tinha apenas um disponível, teve que permanecer, no entanto, será relatado na súmula.(Futebol Baiano)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

anuncie

anuncie

GOVERNO DO ESTADO

IBT

IBT

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

anuncie

anuncie

GOVERNO DO ESTADO

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS

Rodrigo Toldos 2

Rodrigo Toldos 2