anuncie

anuncie

DESTAQUES

Na IBT* pagando o seu carnê em dia, você concorre a prêmios!

Na IBT* pagando o seu carnê em dia, você concorre a prêmios!

anuncie

anuncie

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Acusada de matar filho de 3 meses tem pedido de prisão preventiva expedido pela Justiça


A mulher acusada de matar o próprio filho de 3 meses nesta terça-feira (27), teve o pedido de prisão preventiva expedido pela Justiça. A conversão do regime foi requerida após a mulher ter sido presa em flagrante. O pedido foi feito pela Delegacia de Homicídios de Vitória da Conquista.
Graciane Almeida Silva responderá por homicídio qualificado porque o bebê não tinha condições de se defender e por motivo fútil. De acordo com o delegado adjunto da unidade, Marcus Vinícius, a mulher disse que “desferiu um tapa no rosto do seu filho porque este estaria chorando demais”, o que teria ocasionado traumatismo craniano no bebê. 
Graciane também responderá pelas lesões que ocasionou na perna do filho. Conforme a polícia informou, no dia 12 deste mês, a criança teve um fêmur fraturado por conta de agressões da mãe.
A polícia desconfia que a  lavradora também tenha matado um outro filho, que é irmão gêmeo do que faleceu na terça. O outro bebê faleceu no dia 6 de novembro de parada cardiorrespiratória, mas devido ao caso do irmão a polícia pedirá a exumação do corpo para ver se ele sofreu violência. A mulher está presa no presídio Nilton Gonçalves, em Vitória da Conquista.
O delegado Marcus Vinícius explicou a situação em entrevista ao jornal CORREIO*. Ele foi questionado se a acusada poderia responder por infanticídio. “Infanticídio só se enquadra quando o crime ocorre durante ou logo após o parto. Esse bebê já tem três meses - quanto maior o espaço de tempo, menos a influência disso. Mas nós levamos em conta outros fatores. Ela nunca desejou essa gravidez, tentou abortar os gêmeos logo no início e sempre foi violenta. Quebrou o fêmur desse que veio a óbito e matou a criança. Esses fatores indicam que ela sempre teve predisposição e não foi desequilíbrio do organismo por influencia do estado puerperal”, afirmou o delegado Marcus Vinícius.
Graciane também é mãe de uma criança de dois anos, de outro relacionamento, que agora está com os avós. O delegado disse que o pai dos gêmeos possa ter envolvimento com o caso. “Ele está muito chocado. Descobriu que foi a própria mulher que matou um deles. Eles moravam em casas diferentes, tinham um bom relacionamento e planejavam casar. Ele não estava presente nos momentos da agressão. As testemunhas também disseram que ele não sabia e não tinha envolvimento”, disse o delegado.
Ainda segundo a Polícia Civil, Graciane e o marido não tinham passagens pela polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IBT

IBT

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

IBT

IBT

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS