GOVERNO DO ESTADO

IBT

IBT

DESTAQUES

Rodrigo Toldos

Rodrigo Toldos

GOVERNO DO ESTADO

sábado, 27 de outubro de 2018

PSD dá sinal verde para Adolfo Menezes iniciar disputa por presidência da AL-BA



O PSD deu sinal verde para que o deputado estadual Adolfo Menezes comece sua campanha pela presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). 
O partido bateu o martelo em torno do nome do parlamentar porque, como ele havia sido pré-candidato ao cargo em 2016, já tem menor resistência dentro da Casa e musculatura maior dentro da sigla para encabeçar a campanha. 
Na época em que tentou disputar o posto, Menezes tinha o apoio do ex-presidente Marcelo Nilo (PSB). No entanto, Nilo resolveu concorrer a mais um mandato, fazendo o parlamentar recuar por não conseguir consenso dentro da base aliada. Pelo PSD, acabou disputando Angelo Coronel, que derrubou o ex-presidente.
Segundo informações obtidas pelo Bahia Notícias, o desafio posto pelo partido para Menezes é viabilizar sua candidatura. Ou seja, ele precisará mostrar capacidade de aglutinar apoios e manter com a sigla a presidência da AL-BA. Outros nomes como o recém-eleito deputado estadual Diego Coronel, filho do senador eleito Angelo Coronel, e a deputada estadual Ivana Bastos chegaram a ser discutidos pelo PSD para a disputa, mas o receio de que tivessem maior resistência da Casa fez com que a legenda optasse por Menezes. A avaliação é que a quase candidatura anterior do parlamentar vai facilitar as coisas para ele. 
No entanto, caso o deputado não consiga mostrar viabilidade na candidatura, um dos dois podem ser instados a se inserir no processo.
Atualmente, as candidaturas de Menezes e de Rosemberg Pinto (PT) são consideradas as mais competitivas na corrida pela presidência da AL-BA. Com menos chances, mas também no bojo está Nelson Leal (PP). Outro nome ventilado nos bastidores é o de Alex Lima (PSB), mas o fato de ele estar em um partido com menor musculatura política entre as agremiações que compõem a base do governador Rui Costa o enfraquece. 
Mais forte é a possibilidade de Lima assumir a liderança do governo com a saída de Zé Neto (PT) do posto, após o petista ter sido eleito deputado federal. Entretanto, de acordo com o apurado pela reportagem, a liderança governista pode parar nas mãos de Rosemberg, caso ele perca a eleição ou não consiga viabilizar a candidatura pela presidência. O posto seria uma espécie de compensação para ele.Fonte : Bahia Notícias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

anuncie

anuncie

GOVERNO DO ESTADO

IBT

IBT

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

anuncie

anuncie

GOVERNO DO ESTADO

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS

Rodrigo Toldos 2

Rodrigo Toldos 2