GOVERNO DO ESTADO

IBT

IBT

DESTAQUES

Rodrigo Toldos

Rodrigo Toldos

GOVERNO DO ESTADO

domingo, 23 de setembro de 2018

Ações de desenvolvimento rural na Bahia são apresentadas na Itália



 Ações estratégicas que têm impulsionado o desenvolvimento rural na Bahia foram apresentadas, neste sábado (22), durante o Encontro Alianças Produtivas para a Agricultura Familiar e o Desenvolvimento Territorial no Brasil, realizado no Terra Madre, evento internacional dedicado à cultura alimentar, que reúne representantes de 160 países, em Turim, na Itália.  A iniciativa é da Slow Food, organização internacional que luta por um mundo onde todos possam ter acesso e apreciar um alimento de qualidade, para quem cultiva e para o planeta. 
Representando o Estado da Bahia, Wilson Dias, diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), participou da mesa debatedora e apresentou as iniciativas do Projeto Bahia Produtiva que têm contribuído para mudar o perfil da agricultura familiar baiana.
De acordo com Wilson, o objetivo foi apresentar as estratégias das alianças produtivas entre as cooperativas da agricultura familiar e o setor empresarial de vários segmentos, em especial o da gastronomia, que tem inserção grande no Slow Food, para que seja possível ter um ambiente favorável de comercialização dos produtos. Ainda segundo o diretor-presidente, o projeto na Bahia estabelece uma relação onde as empresas ganham e as cooperativas também.
Por meio do Bahia Produtiva, projeto executado pela CAR/SDR, o governo estadual lançou o edital Alianças Produtivas, no valor de R$ 82 milhões. Através dele, 52 cooperativas estão recebendo investimentos destinados à elaboração de plano de negócios, serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), aprimoramento da base produtiva, tecnologias, agroindustrialização e apoio a logística. 
Durante o evento, Ailton Pereira, diretor executivo da Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), apresentou um pouco da história de sua cooperativa e explicou que a contemplação no edital de Alianças Produtivas irá contribuir com qualificação e melhor desempenho do empreendimento. “Hoje nós temos 330 famílias associadas. A gente beneficia e agrega valor aos produtos cultivados pelos cooperados: banana, mandioca, abacaxi, abacate e goiaba. O edital vai nos ajudar com a comercialização do nosso novo produto banana chip e, em breve, teremos também o aipim chip”.
Bastião Buffon, dirigente da Guayapi, empresa francesa com mais de 25 anos no mercado de comercialização do guaraná, participou do encontro e afirmou que “a Bahia tem um ecossistema especial e o comércio de produtos da agricultura familiar proporciona aos produtores uma renda justa para seu trabalho, ao mesmo tempo em que há uma preservação da natureza e da sociobiodiversidade”.
Também participaram do encontro a gestora da Cooperativa de Agricultura Familiar Sustentável com Base na Economia Solidária (Copabase), Dionete Figueiredo Barboza, que falou sobre a experiência com o desenvolvimento rural e o cultivo do Baru; o representante da Associação Terra Indígena Xingu (ATIX), Winti Kisêdjê, da comunidade indèigena Saterè-Mauè na Amazônia; e o economista do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA), Paolo Silveri. Todos compartilharam a importância da comercialização justa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

anuncie

anuncie

GOVERNO DO ESTADO

IBT

IBT

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

anuncie

anuncie

GOVERNO DO ESTADO

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS

Rodrigo Toldos 2

Rodrigo Toldos 2