Governo do Estado

IBT

IBT

Governo do Estado

DESTAQUES

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

DINHEIRO RÁPIDO E FACIL

quinta-feira, 19 de abril de 2018

JAGUARARI: Ministério Público pode pedir a Prisão Preventiva de vereadores envolvidos na denúncia de klynton Marceu



Jaguarari vive dias de escândalos na política local, tudo porque a testemunha chave Sr. Klynton Marcel, resolveu falar, abrindo o jogo de como se deu o processo de cassação do prefeito Everton Rocha. O denunciante além de falar, ainda apresentou diversas provas alegando a existência de propina, armação e, sobretudo, da corrupção que segundo o mesmo, revestiu a câmara de vereadores de Jaguarari, sob a presidência do Sr. Márcio Gomes, que atuava em parceria com o vereador Zé Galego.
Todas as provas do suposto caso de corrupção e armação já estão sob a posse do Ministério Público, inclusive as mensagens de WhatsApp, que em teoria mostram claramente além do aliciamento, captação da testemunha, provam o recebimento de valores, e acertos futuros, entre os supostos corruptores e o denunciante, num esquema de organização criminosa e formação de quadrilha, com vasta prova documental, já que tudo foi registrado pelo denunciante e entregue pessoalmente em mãos do promotor de justiça nesta quarta-feira (18), que deverá instaurar o processo com os requerimentos pertinentes ao caso, na comarca local nesses próximos dias.
O denunciante informou ainda em vídeo, que vem temendo pela sua vida, haja vista as ameaças sofridas, o que justificaria um provável pedido de PRISÃO PREVENTIVA, do Ministério Publico, em face dos vereadores e demais envolvidos no caso.
O pedido da PRISÃO PREVENTIVA dos vereadores e envolvidos, pode ser justificada também pelo Ministério Público, pela necessidade da correta instrução criminal, na busca de novas provas e impossibilitar a destruição das já existentes, ou mesmo, na garantia da ordem pública, já que a população do município de Jaguarari clama pela resposta da justiça, uma vez que os ânimos dos munícipes encontram-se exaltados, por esse clima de insegurança, implantado pelos atos dos envolvidos.


O Ministério Público pode ainda justificar a Prisão Preventiva na necessidade da aplicação da lei, estando com todas as provas dos fatos criminosos.
Fonte: Minutoba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Governo do Estado

IBT

IBT

Governo do Estado

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS

EMPRESTIMOS CONSIGNADOS