O TRABALHO NAO PARA

DESTAQUES

O TRABALHO NÃO PARA

sábado, 2 de setembro de 2017

Homem que ejaculou em passageira de ônibus é preso novamente após atacar outra mulher


O homem que foi preso porque ejaculou em uma passageira de ônibus e depois foi solto pela Justiça de São Paulo, voltou a ser detido após repetir o ato contra uma outra mulher que estava em coletivo na capital paulista na manhã deste sábado (2).
Diego Ferreira de Novais, de 27 anos, foi preso dessa vez por suspeita de ato obsceno contra uma mulher dentro de um ônibus que passava pela Avenida Brigadeirio Luis Antônio, na região da Avenida Paulista. A informação foi confirmada pela Polícia Militar (PM) e Polícia Civil, segundo o portal G1.
Esse caso de violência sexual contra mulheres foi o terceiro na capital paulista esta semana. Dois deles foram responsabilizados a Diego.
Segundo a PM, o suspeito foi detido por passageiros do ônibus por volta das 8h. Em seguida, Policiais Militares foram enviados ao local. A identidade do suspeito foi confirmada através da comparação com fotos da última vez em que ele foi detido.
Na terça-feira (29), Diego havia passado pelo 78º Distrito Policial (DP) -- onde neste sábado (2) prestará depoimento junto a nova vítima -- após ejacular em uma passageira. Na ocasião, ele foi indiciado por estupro. No entanto, a Justiça o soltou alegando que "não houve constrangimento" da vítima no ato.
Diego já tinha outras 15 passagens anteriores por crimes contra mulheres, sendo três prisões. Nos registros da polícia constam os seguintes atos: "encostou o pênis no ombro da mulher", "esfregou pênis na mão da mulher", "esfregou pênis no braço da mulher", "se masturbou próximo a mulher", "esfregou pênis na adolescente", "quis tocar seios e ejaculou em ombro de mulher", "mostrou pênis para mulher".
Quatro desses crimes aconteceram este ano contra mulheres entre 20 e 24 anos.M1

Nenhum comentário:

Postar um comentário